Por: conteudo conteudo | 16/05/2018

Neusa Pavin aguardava há dois anos pela consulta com o médico oftalmologista. Ela usa óculos há 20 anos e usa para leitura e para fazer crochê e tricô. “É sempre importante o acompanhamento e a consulta com o médico, eu estava aguardando há bastante tempo, mas agora estou indo consultar e ver o que preciso fazer para melhor cuidar dos meus olhos” comentou.

Samuel Vargas também usa óculos há bastante tempo, especialmente para ler. Recentemente passou por consulta com o médico que pediu retorno no mês de maio. “Ele receitou o óculos e agora volto consultar para saber como estão os meus olhos e se preciso de mais algum procedimento”, explicou.

Neusa e Samuel são dois entre os mil pacientes de Chapecó que estão participando do Mutirão de Cirurgias Eletivas entre os dias 14 e 18 de maio. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a campanha ocorre em 13 hospitais de Santa Catarina que aderiram ao mutirão, no período entre novembro de 2017 e fevereiro de 2018. Serão investidos, pelo estado, mais de R$ 9 milhões na realização de aproximadamente 8.500 cirurgias. Os pacientes chapecoenses estão realizando seus procedimentos no Hospital de São Lourenço do Oeste.

 

Procedimentos

Estão aptos a fazer o procedimento os pacientes que têm a indicação cirúrgica e constam na lista de espera de seus municípios. A cirurgia é realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e o paciente terá direito a consulta pré-operatória, exames, cirurgia e colírios. A catarata é uma doença com interferência no cristalino dos olhos, torna a visão opaca e turva. Pacientes geralmente veem as coisas de forma nublada, como se olhassem por uma janela embaçada, tornando difíceis as tarefas diárias como ler, dirigir ou interpretar as expressões faciais das pessoas. A evolução costuma ser lenta e pode afetar primeiro um dos olhos e mais tarde o outro.