Por: Carlos Lazzari | 18/10/2017

 

 

 

Policiais Militares de  Chapecó e de  cidades vizinhas como Xanxerê, Xaxim, São Carlos/Águas de Chapecó, São Lourenço do Oeste, Concórdia e outras, ajudaram no policiamento da Efapi 2017.Segundo o Comando do Batalhão o objetivo foi  maior foi alcançado, que é o de não deixar acontecer crimes contra á vida.

Crimes contra o patrimônio também não ocorreram, a não ser em fatos isolados.

Foram em média 100 policiais militares/dia, muitos em jornadas duplas conciliando o serviço operacional ou administrativo, ordinário, com o policiamento da Efapi e no domingo, ontem, muitos ainda fizeram essa jornada dupla com policiamento no futebol e Feira.

Mas, certamente todos contentes e com sentimento de dever cumprido, felizes por bem representar a Polícia Militar de Santa Catarina nesse grandioso evento multissetorial.

Para refinar o andamento dos trabalhos, apenas dois oficiais da sede da 3ª Companhia do 2º BPM/Fron (e Tenente Débora e o Tenente Cavaletti), comandaram o policiamento dentro da Feira, que também teve o acompanhamento direto do comandante do 2º Batalhão, tenente-coronel Ricardo, que esteve dia a dia auxiliando na coordenação e controle dos trabalhos.

Foi um trabalho que contou com a participação direta e indireta de todos os setores da Polícia Militar em Chapecó e região, sendo que até o leãozinho Dáren, do Proerd, compareceu para dar sua contribuição no serviço.

“Efapi 50 anos, nós fizemos e continuamos fazendo parte dessa história.”