Por: Juliana | 07/05/2018

 

Na manhã de sexta-feira, dia 5, a partir de requerimento de autoria da vereadora Marcilei Vignatti (PT), o Poder Legislativo de Chapecó promoveu reunião de trabalho para debater as articulações referentes à modernização do Aeroporto Serafin Enoss Bertaso.

Estiveram presentes, além da vereadora proponente, o Diretor Geral de Modernização Administrativa da Prefeitura Municipal de Chapecó, Diego Ferraz, o presidente do Observatório Social de Chapecó, Luiz Augusto Gemelli e a voluntária da entidade, Luciane Ziglioli.

A principal motivação da reunião, de acordo com Marcilei, é a necessidade de esclarecimento de dúvidas, sobretudo em relação aos processos licitatórios e a intenção de encaminhar a administração do aeroporto para a iniciativa privada. “Há vários processos licitatórios em andamento para a ampliação do terminal de embarque atual. Queremos saber como se dará o processo e qual será o papel do município nesse contexto”, assinala.

O diretor de modernização explica que os processos licitatórios referem-se, principalmente, à ampliação do terminal de embarque de passageiros e alterações na pista. “Temos uma necessidade latente de aumento da capacidade do terminal. O nosso aeroporto atendeu, no ano passado, mais de 467 mil pessoas, apontando um crescimento de 86% acima de uma estimativa que havia sido feita no ano de 2007.” A pista também receberá melhorias para atender a demanda. Recentemente, o aeroporto foi elevado de categoria e agora, acolherá aeronaves de maior porte.

Respondendo a questionamentos da vereadora, Diego explica que há um projeto, elaborado pela Secretaria de Aviação Civil (SAC), para construção de um novo terminal de passageiros, porém, ainda não há previsão para a sua concretização. “Sabemos que a ampliação do terminal é apenas uma medida paliativa. Há o projeto de um novo terminal, porém, no momento, precisamos resolver a necessidade de atender ao público que utiliza o aeroporto. A verba vem dos Governos Federal e Estadual e acreditamos que o processo licitatório para a obra será lançado no segundo semestre”, explica.

A criação de uma comissão para pensar em soluções para a otimização do aeroporto foi sugerida por Gemelli, “Podemos reunir representantes dos Poderes Executivo e Legislativo, entidades, universidades e a sociedade civil organizada para, juntos, encontrarmos soluções para a viabilização futura de um novo terminal”.

Marcilei analisa os esclarecimentos como positivos e prevê novos encontros para debater o tema. “Me comprometo a levar a temática aos demais vereadores e fazer o necessário para organizar essa coletiva que debaterá a viabilização de melhorias para o nosso aeroporto”, finaliza.