Por: Juliana | 28/11/2017

O secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps e o presidente do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC), Ivan César Ranzolin, apresentaram nesta terça-feira, 28, as ações na tecnologia e inovação voltadas para as escolas da rede pública estadual. As novidades são a ampliação na conectividade das escolas com mais de 1 mil alunos, que passarão a ter velocidade de 100 mbps, e a Pré Matrícula On Line nas 39 escolas de Florianópolis.

“Este ano já aumentamos a velocidade da internet de uma série de escolas, mas precisamos melhorar ainda mais este processo. Por isso, esta ação, em parceria com o Ciasc, que vai beneficiar mais de 100 mil alunos e milhares de professores”, comenta Deschamps. Neste primeiro momento, o aumento da velocidade será para as 100 escolas com mais de 1 mil alunos cada, além das ofertantes de Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMITI) e com Novo modelo de Ensino Médio Integrado a Educação Profissional (EMIEP).

“A outra novidade é para o cidadão. Vamos testar primeiramente nas 39 escolas da cidade de Florianópolis, para depois ampliar para o resto do Estado. A previsão é recebermos cerca de 8 mil novas matrículas de forma on line, facilitando para os pais e agilizando o processo nas escolas”, explica o secretário ao falar da Pré Matrícula On Line que começa às 9h do dia 30 de novembro e termina às 23h59 do dia 11 de dezembro.

O primeiro passo para fazer a matrícula on line é acessar o site matriculaonline.sed.sc.gov.br, fazer o cadastro, que será por ordem de acesso, na escola próxima da residência ou do trabalho dos responsáveis. Para garantir a matrícula o responsável preciso ir à Unidade Escolar entre os dias 12 e 15 de dezembro, com os documentos necessários (Comprovante de Ficha Cadastral); Certidão de Nascimento; Carteira de Identidade; Atestado de frequência com etapa/ano de 2017 ou histórico escolar; Comprovante de residência (até três meses anteriores a matrícula); 1 foto 3×4; Carteira de vacinação, para os estudantes do Ensino Fundamental; Fotocópia do CPF dos pais ou responsáveis).

“Este ano 306 mil alunos da rede estadual fizeram a sua rematrícula de forma on line. O que queremos é seguir este modelo, por isso estamos iniciando este processo de forma piloto”, afirma o diretor de Tecnologia e Inovação da SED, Francisco Reis Von Hertwig.

Outra ação voltada para ampliar o uso de tecnologia nas escolas é a aquisição de equipamentos de tecnologia para as unidades escolares. Está em processo a aquisição de materiais como: computadores, aparelho de som, estabilizador de energia, impressora 3D, laser e multifuncional laser colorida, câmera digital, lousa digital, notebook básico, projetor multimedia, tablet, TV led 55″ full hd, webcam hd 720p com microfone,  telefone, entre outros.

Exemplo para outras secretarias

Em agosto, a Secretaria da Educação adotou um novo modelo de contagem da alimentação escolar. Por meio da leitura eletrônica das câmeras digitais de tablets via QR Code ou por código de barras é possível, a partir de um plicativo, realizar a contagem automática das refeições servidas aos alunos. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Ciasc e visa tornar o processo de contagem da alimentação escolar mais ágil, econômico e transparente, além de calcular precisamente os valores investidos em alimentação.

“Cada estudante participante do programa possui sua própria Carteira de Identificação Estudantil emitida pelo Sigesc o que garante precisão na contagem e grande redução no desperdício, além de gerar dados sobe a nutrição de cada um destes alunos”, explica o diretor de Articulação com os Municípios, Osmar Matiola. Cerca de 400 unidades escolares trabalham com esta facilidade que se tornou exemplo para outros estados, como Pernambuco que enviou uma equipe para conhecer o aplicativo.